Siga-nos em...
Follow us on Twitter Follow us on Facebook Watch us on YouTube
Registro


Alpha Servers
Resultados 1 a 3 de 3
  1. #1

    Avatar de Hiro
    Data de Ingresso
    Nov 2009
    Localização
    Belo Horizonte
    Idade
    29
    Posts
    105
    Agradecido
    0
    Agradeceu
    0
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão Seu site não é para você!

    Não é raro os web designers lidarem com clientes que tratam eles como “pixel pushers*” em vez de “criadores”. Tudo bem: as vezes temos que dar o braço a torcer e aceitar algumas demandas dos clientes. Mas, clientes, acreditem: 99% das vezes nós sabemos o que estamos fazendo.


    Uma das coisas que designers deveriam saber (sei que muitos nunca sequer estudaram nada além de Photoshop e Dreamweaver) é o que um público gostaria. Afinal de contas, um site é feito para as pessoas que o acessam, e não a gosto de quem paga. Pelo menos não em grande parte.

    Quando você quiser construir sua casa, você chama um arquiteto. Ele não vai criar a casa inteira para você sem você palpitar quantos cômodos ela terá, a disposição de cada um, quantos andares, etc. Mas obviamente, está na obrigação no arquiteto informar que um banheiro dentro da cozinha não é boa idéia (por exemplo), ou que uma jacuzzi dentro do escritório não é algo inteligente a se fazer. Claro que ele não vai dizer “não faça”, mas sim lhe dar os motivos pelos quais não é no melhor interesse do cliente pagante.

    E quando meu cliente não aceita minhas sugestões?

    Perfeitamente comum você dar mil razões pelos quais vai ficar desagradável um site sem espaçamento nenhum entre informações, e mesmo assim o cliente insistir que você faça exatamente isto. O que fazer nessas horas?


    Foi assim que o cliente pediu, fazer o que?

    Realmente, não há o que ser feito. Você tem duas opções, nenhuma delas agradável: decidir que está na hora de demitir seu cliente, perder a grana que você iria ganhar mas manter sua dignidade ou fazer qualquer coisa que ele pedir, pegar o dinheiro e simplesmente negar até a morte que você tenha feito aquilo.

    Mas antes de partir para a ignorância, explique da melhor maneira possível o seguinte ao seu cliente: “Seu site tem um público alvo X. Este público alvo X é que vai estar acessando seu site. Quem acessa seu site é o que importa para você, pois sem um público seu site será apenas uma página vagando na internet. A melhor maneira de se ter um público constante é seguindo algumas premissas básicas: conteúdo interessante, um design que favorece o conteúdo, e conteúdo atualizado. Conteúdo é rei. Ofuscando o conteúdo, ou fazendo ele parecer menos importante que a sua biografia na lateral sobre, que você insiste que fique piscando dentro de uma caixa vermelha com letras amarelas, os seus visitantes vão perder o interesse. Acredite em mim, eu trabalho com isto.”.

    Ele falou que é ELE que tá pagando!


    Se ele não aceita ser educado, é por que ele é (por falta de uma definição melhor) cabeça-dura. É impossível manter uma conversa sensata com algumas pessoas. Já tentou falar com algumas pessoas de mente fechada** sobre Darwinismo? Você pode mostrar um dinossauro vivo na frente dele, o dinossauro pode arrancar a perna dele fora e mesmo assim ele não vai aceitar o seu ponto de vista.

    Se seu cliente não aceitar que você trabalha com isto e sabe o que é o melhor para ele, desista de convencer ele do contrário. Pessoas com mentes fechadas não vão a lugar nenhum, e o melhor que você pode fazer é se afastar delas.

    Finalizo com uma frase de Paul Boag, autor do artigo que inspirou este:

    NOTA
    “Se você quer obter o máximo de aproveitamento da sua equipe de web, dê problemas a eles e não soluções. Por exemplo, se você está criando um site direcionado a garotas adolescentes e o designer escolhe o azul corporativo, sugira que o público alvo pode não responder bem a essa cor. Não fale pra ele mudar para rosa. Deste jeito, o designer tem a liberdade para achar uma solução que pode ser até melhor que a sua escolha. Você deixou o designer resolver o problema que você apresentou”.


    O que você faz quando um cliente decide tudo que você precisa fazer, mesmo quando o que ele quer contradiz o que você aprendeu como “certo”?

    * – “Pixel pushers” ou “empurradores de pixels” é uma definição atribuída a web designers cujos clientes definem como eles deveriam trabalhar: ditando quais cores utilizar num site, sua diagramação, etc, não deixando que o web designer aplique seus conhecimentos da área.
    ** – Texto alterado pois tem gente que se ofende com qualquer besteira.


    Fonte: DesignBlog

  2. #2


    Avatar de _LenaD_
    Data de Ingresso
    Sep 2009
    Localização
    Bela Vista de Goiás
    Idade
    28
    Posts
    319
    Agradecido
    1
    Peso da Avaliação
    14

    Padrão

    Ultima mente ando estudando muito sobre isso,
    e realmente é assim que acontece...

    Logo nos meus primeiros clientes já tenho esse tipo de problema!
    Os caras acham que eles que sabem, eles que entendem palpitam e tal...
    Isso é uma realidade e temos que estar preparados, eu sou novato no assunto mais,
    estou estudando pra ficar melhor preparado possível nisso ai.

    Post muito útil =D

  3. #3

    Avatar de nosnibor
    Data de Ingresso
    Aug 2010
    Localização
    Canoas - RS
    Idade
    27
    Posts
    25
    Agradecido
    0
    Agradeceu
    0
    Peso da Avaliação
    0

    Padrão

    Muito bom, isso é um problema que acontece principalmente com quem está arressem na área
    o pessoal fica com medo de se impor, não pode ter medo, você tem que mostrar que tem capacidade, expor suas ideias,
    mas não pode ser ignorante, não pode dizer que o cara está completamente errado, fazer seu cliente parecer idiota,
    dizer que ele não sabe o que quer é a pior coisa que se pode fazer

    Você tem que dar as dicas e meio que ajudar ele a tomar as decisões, não pode impor sua opinião como verdade absoluta
    tem que fazer com que ele chegue a mesma conclusão que você, ou uma que os dois concordem, assim os dois ficam felizes,
    e você ainda conquista um cliente para trabalhos futuros


    PS: Não é pra ficar o tempo inteiro no pé do cara também, ou ele vai achar que você não sabe o que está fazendo :P

    "Sou a Criatividade, Sou a Arte, Sou a Harmonia, Eu sou Designer"

 

 

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. Como deve ser um servidor de MuOnline para você?
    Por Sudeikis no fórum Cantinho IMP Games
    Respostas: 6
    Último Post: 15-07-2014, 05:48 PM
  2. |Novidade| Conheça The Forest, para você que gosta de Terror
    Por Hunter no fórum PC Games
    Respostas: 2
    Último Post: 28-12-2013, 10:30 PM
  3. Qual versão você escolheria para jogar?
    Por Mentor no fórum Cantinho IMP Games
    Respostas: 3
    Último Post: 29-01-2012, 07:09 PM
  4. |Divulgação| Mu VNC | Season 6 Episódio 2 | 5 anos De diversão para você
    Por Marceliin no fórum Seja vip e tenha seu destaque divulgando seu servidor aqui.
    Respostas: 0
    Último Post: 19-01-2012, 05:24 PM
  5. Darkorochi - aqui vai uma praga para você
    Por chris05 no fórum Aniversariantes
    Respostas: 6
    Último Post: 29-01-2010, 10:26 PM

Marcadores

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •